“Maria” (mãe de Jesus) 2019

Como maio é o mês de “Maria”, as crianças juntaram-se no pátio para homenagearem a mãe de Jesus. Esta cerimónia começou às 10h30 e decorreu da melhor forma, a Irmã Deolinda disse algumas palavras alusivas ao tema, as crianças cantaram diversos cânticos, cada sala deixou mensagens e ofertas à mãe de Jesus. A imagem de “Maria” vai permanecer no hall de entrada do Centro até ao fim do mês de maio. Esta foi uma homenagem muito sentida, relembramos que Maria está sempre presente na nossa escola e em todos os corações.

 

JVJ = JORNADAS VICARIAIS DA JUVENTUDE DA AMADORA

No passado domingo, 17 de fevereiro, do ano em curso, tocou à nossa Paróquia da Damaia, acolher as Jornadas da Juventude das Paróquias da Vigararia da Amadora (JVJ) e foram 200, aproximadamente, os Jovens que se inscreveram e participaram.

MISSÃO foi o tema central, uma vez que em Portugal, se está a viver um ANO MISSIONÁRIO que culminará no próximo mês de outubro, MÊS EXTRAORDINÁRIO DA MISSÃO, decretado pelo Papa Francisco.

 

Assim, na parte da manhã, os Jovens foram divididos em Grupos e cada um deles foi desempenhar, ou participar em diversas ações missionárias, nos mais diversos lugares da Paróquia.

Ao nosso Centro Social veio um Grupo de 37 jovens a fim de conhecerem, um pouco, o Carisma missionário da Congregação, a nossa ação e presença neste Bairro degradado, das periferias de Lisboa, e despertar para o Voluntariado.

Ao chegar ao Bairro, o Grupo deteve-se um pouco no mesmo, para ver os efeitos degradantes e impressionantes, aumentados pelas demolições já realizadas, ou deixadas a meio, e pela abundância de traficantes e consumidores de drogas, em que vivem as Famílias que aqui ainda permanecem.

Chegados ao Centro Social e após tomarem um café e uns bolinhos, o grupo foi dividido em vários pequenos Grupos e foi-lhes pedido a cada um, que referisse as Paróquias de onde provinham e que pensasse numa pergunta relativa ao local onde se encontravam, ao que tinha visto no Bairro, ou sobre a vida e missão das Irmãs. As perguntas foram mais ou menos as seguintes:

            .Porquê esta iniciativa das Irmãs de trabalharem nestes bairros? .Que tipo de apoio dão as Irmãs e o Centro Social às pessoas? . Quem financia as Irmãs? . Porquê estão a destruir o Bairro? . As pessoas que têm que sair do Bairro ficam com casa?

Todos mostraram muito interesse e foram muito participativos nas respostas que se foram dando às perguntas feitas por eles, resultando bem interessante e interativo o diálogo. Por fim, fizemos-lhe a seguinte pergunta, para também ser respondida em grupo: “O que é que vocês levam desta visita, deste nosso Encontro”? As respostas obtidas foram, aproximadamente, as seguintes:

            1.Vemos as pessoas de maneira diferente e ficamos mais sensibilizados. 2.O facto das Irmãs terem dado apoio às pessoas que vinham do estrangeiro, migrantes, é muito significativo. 3. O ficarmos a saber o que é ser Missionário e saber o que se passa aqui; nós também devemos dar um pouco mais de nós e podemos ser Voluntários. 4.Impressionou-nos a degradação que existe e o intenso tráfico de drogas. 6. O exemplo das Irmãs.

Nós, Irmãs, ficamos muito contentes como o Encontro tinha decorrido e parecia evidente, também, a alegria que os Jovens expressavam. Assim que demos e damos GRAÇAS A DEUS!

 

Processo

"A artista Fernanda Fragateiro, ao passar junto ao Bairro 6 de Maio, num dia em que se faziam muitas demolições e que, por isso, se via muita gente, muitos jornalistas e era grande o reboliço, a confusão, decidiu dedicar a Exposição que lhe havia sido solicitada, pelo Museu Internacional de Escultura de Santo Tirso, a este Bairro, à população que aqui residiu e/ou ainda reside. Seria, assim, uma maneira bela de lhes prestar homenagem.

A inauguração da referida Exposição que teve como nome, PROCESSO inaugurou-se a meados de Outubro de 2018 e terminou no dia 20 de janeiro de 2019. 

Para completar esta homenagem, no dia 12 de janeiro de 2019, a Câmara Municipal de Santo Tirso, o referido Museu e a artista Fernanda Fragateiro convidaram uma representação do Bairro a visitarem a Exposição, tendo posto à sua disposição um autocarro de 27 lugares, e ofereceram-lhes um rico almoço e um ótimo lanche.

Conforme o confirmam os seguintes testemunhos, foi um dia inesquecível.

Irmã Deolinda

 

Continuar...

Encerramento das comemorações dos 100 anos Congregação

"O 7 de outubro foi, de facto, um dia GRANDE para as Missionárias Dominicanas do Rosário, pois nesse dia tiveram, na Igreja da Buraca e no Seminário de Nossa Senhora de Fátima, em Alfragide, a GRANDE Celebração de encerramento dos 100 anos da fundação da Congregação.

Por esse motivo foram muitos e bonitos os testemunhos recebidos. Como expressão dos mesmos partilha-se o da Fátima Alves, que faz parte do Grupo LEIGOS EM ASCENSÃO (LEA) e que no dia seguinte, logo bem cedo, escreve ao Grupo, o seguinte:

“Que dia liiiiiiiindo o de ontem. 

Nós (do Porto) estamos exaustas. A viagem foi cansativa e o facto de ter sido num domingo não ajuda. Mas valeu TANTO a pena!

Como é que com coisas tão simples se  proporciona um dia tão fantástico?!?

A Eucaristia foi maravilhosa. De facto, a festa africana ajuda a que nem sintamos o tempo a passar. 

A homilia foi espetacular. Que palavras lindas e sábias! ("Deus só quer que sejamos felizes!")

O almoço foi top e a tarde... Bom, sem palavras.

Foi tudo tão, tão bom!

Irmãs, estão mesmo de PARABÉNS!

Foi uma honra poder partilhar o dia de ontem convosco.

Quanto aos LEA, embora com muitas ausências, acho que estivemos bem representados! E até o nosso Hino se ouviu. Que orgulho!

Em breve, estaremos juntos e poderemos partilhar memórias deste dia do encerramento do Jubileu.”

Fátima

Concurso de Gastronomia "SABERES E SABORES"

O Centro Social participou no Concurso de Gastronomia "SABERES E SABORES" na Confraria Gastronómica da Amadora com o fabuloso contributo da D. Josefa Baessa, que nos brindou com uma fantástica Torta de Bacalhau com recheio de Camarão para entrada, Panado de Atum acompanhado com Arroz de Cenoura e Molho de Milho Verde, prato principal, e uma deliciosa sobremesa de Bavaroise de Manga. Estava tudo uma delícia, destacando-se, na apreciação do júri, a torta de bacalhau com recheio de camarão, que foi premiada como a entrada vencedora na categoria de Cozinha de Autor.

Os nossos sinceros agradecimentos à D. Josefa que viu reconhecido o seu talento na culinária.

 

“O Caminho que é Nosso”!

“O Caminho que é Nosso”! Apetece-me acrescentar: “O Caminho que é Nosso e (também) do 6 de Maio”. Na verdade nem a Equipa d´África era exatamente o que é, sem o Centro Social 6 de Maio, nem este era o que é, sem a Equipa d ´África”. Haverá exagero? Vejamos:

Dos 20 anos de história que agora se celebram e que são motivo de muita alegria e de festiva ação de graças, 18 anos, ou no mínimo 17, o Centro Social teve a sorte e a alegria de  acolher a Equipa d ´África, durante um fim de semana, além da ação de muitos Voluntários/as que, despertos por esses dias aqui passados, se ofereciam para colaborar. Fomos, ainda, bastantes vezes, chamadas a ir falar dos Bairros, ou de realidades de interesse para os Jovens, o que era sempre motivo de alegria e de reencontro.

Beneficiamos de muita ajuda, alegria, criatividade, e entusiasmo jovem.

Deixam muitas saudades as celebrações da eucaristia dominical, que animavam com vários instrumentos musicais, belos cânticos, cartazes, gestos simbólicos e ...

De tal maneira a população dos Bairros desejava e esperava esse fim de semana, que meses antes da sua vinda, já começavam a perguntar se nesse ano não vinham. É que a hospitalidade, a festa, a música, o convívio com o Bairro, assim como o lanche que as famílias que os acolhiam preparavam, deixavam “marcas” lindas que não se apagam.

Como era bonito, também, ver as crianças, em ambiente de festa, que participavam nos Jogos, preparados e orientados pelos jovens, a percorrer, também, com eles, as ruelas estreitas e labirínticas dos Bairros.

Falando mais da minha experiência pessoal, sinto-me com sorte o ter podido acompanhar e testemunhar como a Equipa d ´África foi evoluindo, e/ou retrocedendo, ao longo destes anos, na sua forma de se organizar, no seu número, nas suas expressões, contacto com as pessoas dos Bairros, nas lideranças…Também era notório e compensador ver, cada ano, como cada Grupo, em geral, chegava aqui ao Centro Social, visivelmente  admirado, tímido, pouco expressivo, até porque também ainda pouco se conheciam entre si - exceto os que tinham participado nos anos anteriores -, e como no final era visível  a alegria, as amizades criadas durante esses dias, os abraços e despedidas intermináveis do final…

Não posso, ainda, deixar de mencionar como nós também beneficiamos do carinho e  amizade de alguns dos Sacerdotes Assistentes da Equipa, que vinham ao Centro, sobretudo para Celebrar a Eucaristia do Domingo.

Muitas vezes dizia e muitas mais pensava, que era e é admirável e exemplar como a Equipa, constituída só por Jovens e para Jovens, conseguia organizar-se e funcionar tão bem…E a prova está à vista…Já são 20 anos! E os frutos são bons, concretos e abundantes! PARABÉNS! Parabéns, Pedro Salgueiro, Parabéns Jovens que a integraram, Parabéns aos Responsáveis, Parabéns pela Missão tornada vida, Parabéns pelos 20 anos…

E, ainda, um grande OBRIGADO por terem escolhido o Centro Social 6 de Maio para fazer parte de vós, e…FELICIDADES para o futuro.

Ir. Deolinda Rodrigues
Centro Social 6 de Maio
Missionárias Dominicanas do Rosário

 

contactos

Contactos

tlf: +351 214 762 660
fax: +351 214 742 271
e-mail: Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

Morada

Estrada Militar, nº 48
2700-588 Venda Nova
Amadora - Portugal

visitantes

Temos 29 visitantes e sem membros em linha

Contactos

Copyright © 2013 Centro Social 6 Maio.